Guia Rápido

  1. Instalar o cliente do HSM, de acordo com a sua plataforma

  2. Configurar as variáveis de ambiente básicas

Para informações adicionais consulte a seção de configuração.

No Windows é possível configurar as variáveis de ambiente via Propriedades de Sistema.

Uma atalho para abrir as Propriedades de Sistema é pressionar as teclas Windows+R e em seguida executarsysdm.cpl.

  • Selecionar a aba Avançado e clicar em Variáveis de ambiente.

Tela de propriedades de sistema.
  • Criar as novas variáveis de ambiente do usuário.

Tela de variáveis de ambiente.

No Linux é possível configurar as variáveis de ambiente no arquivo de profile do usuário conforme o ambiente específico (ex: ~/.bash_profile, ~/.profile, ~/.login etc) adicionando e fazendo as devidas substituições:

.
.
.
export DFENCE_PKCS11_IP=ip_hsm
export DFENCE_PKCS11_USER=id_usuario_hsm
export DFENCE_PKCS11_AUTO_RECONNECT=1

Integrando com Aplicações

As aplicações que fazem uso de PKCS#11 precisam apenas de duas informações:

  1. A localização da biblioteca PKCS#11 Dinamo;

  2. a senha do usuário do HSM configurado na PKCS#11.

A biblioteca PKCS#11 Dinamo é copiada para a máquina durante a instalação do cliente do HSM. O nome do arquivo é tacndp11.dll (Windows) ou libtacndp11.so (Linux).

No windows a biblioteca PKCS#11 estará na subpasta <diretório de instalação>\HSM Dinamo\sdk\c. Caso tenha utilizado a versão 64-bits do instalador, também estará disponível a versão 32-bits na pasta <diretório de instalação>\HSM Dinamo\sdk\32-bit.

Exemplo:

C:\Program Files\Dinamo Networks\HSM Dinamo\sdk\c\tacndp11.dll

C:\Program Files\Dinamo Networks\HSM Dinamo\sdk\32-bit\tacndp11.dll

No Linux a biblioteca PKCS#11 estará na pasta de bibliotecas do sistema.

Exemplo:

/usr/lib64/libtacndp11.so

/usr/lib/libtacndp11.so